Palavra do Presidente

Imprimir    A-    A    A+

037

Caros companheiros,

Recessão.

A primeira palavra do ano nos deixa apreensivos.

Alta de preços, inflação, desemprego, Medidas Provisórias que acertam em cheio os direitos dos trabalhadores nos fazem refletir sobre o que ainda está por vir. O Carnaval nem chegou e a crise anunciada já colocou o bloco na rua.

Para nós, sindicalistas, o cenário requer muita atenção e também trabalho árduo junto à tríade de nosso sistema: trabalhadores, patrões e parlamentares eleitos. Junto aos trabalhadores precisamos desenvolver a consciência política, informando-os de seus direitos, convidando-os a engajarem-se nos movimentos sindicais para engrossar o coro contra as injustiças e as ameaças praticadas.

Junto aos patrões, buscando garantir o emprego, a remuneração justa e o respeito às leis trabalhistas em vigor. Um foco especial deve ser dado às grandes redes que, em função de seu poderio econômico, impõem jornadas exaustivas e condições de trabalho precárias aos seus colaboradores.

Junto aos poderes constituídos, sobretudo as câmaras municipais, as assembleias legislativas e o Congresso Nacional, precisamos atuar unidos e com posicionamentos claros, mas também com o espírito aguerrido da luta se preciso for, sem medo de ir às ruas, na missão de representar milhões de cidadãos trabalhadores que são penalizados pelas vitórias dos interesses capitalistas, em detrimento da valorização e da dignidade humana.

Companheiros, nosso bloco não usa máscaras: somos pessoas comuns, de carne e osso, que lutam por causas justas e não deixam de acreditar que a democracia, a isonomia e a justiça devem ser soberanas e, um dia, serão reais para todos.

Um 2015 de muitas vitórias!

Levi Fernandes Pinto

Presidente

 

Acesse aqui textos anteriores