Danos morais

Imprimir    A-    A    A+

02/08/2013

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) manteve decisão que condenou uma mulher a pagar indenização de R$ 20 mil ao ex-marido pelos danos morais provocados pelo nascimento de um filho de outro homem enquanto ainda estavam casados. Depois de um casamento de quase 20 anos e três filhos, eles se separaram. Em outubro de 2004, a separação judicial foi convertida em divórcio e, em dezembro do mesmo ano, a mulher casou-se com outro homem. Em junho de 2005, ele recebeu uma carta de sua ex-mulher comunicando-lhe que o filho mais novo era filho biológico do atual marido e que ele havia ajuizado uma ação de reconhecimento de paternidade, depois de terem comprovado o fato por exame de DNA, realizado no mês anterior, quando o menino já contava com cinco anos. Na ação, o ex-marido afirma que sofreu profundo abalo psicológico e teve despesas com tratamento psiquiátrico, o que o levou a ajuizar a ação contra a ex-mulher.

Fonte: Valor Econômico



Notícias