Imprimir    A-    A    A+

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou na manhã desta segunda-feira (22/07) a elevação de 0,71% no indicador para a segunda prévia do mês de julho. No segundo decêndio do mês imediatamente anterior a variação havia sido de 0,59%.

O índice é baseado em outros três indicadores, a partir da média aritmética ponderada de 60% do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), de 30% do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e de 10% do Índice Nacional de Custo da Construção Civil (INCC). O IGP-M é o principal índice utilizado no reajuste dos preços dos aluguéis.

O período de coleta dos preços pela entidade foi de 21 de junho até o dia 10 de julho.

As maiores altas registradas foram nos grupos: Habitação (de 0,65% para 0,86%), Transportes (de 0,14% para 0,16%) e Vestuário ( de 0,20% para 0,38%). Outros grupos como de Educação, Leitura e Recreação; Saúde e Cuidados Pessoais; e Alimentação sofreram retração na comparação com o mês anterior.

No ano, a inflação acumulada medida pelo índice é de 5,07%, resultado este inferior ao IPCA e o INPC. Nos últimos 12 meses o avanço dos preços atingiu 6,99%. Hoje o mercado projeta para 2015, a expectativa do IGP-M em 7,6% até o final do ano.

Renan Klein – Relações Institucionais da CNTC

É permitida a reprodução deste material, desde que citada a fonte.



Notícias