Palavra do Presidente Motta: “Comerciários e o combate ao Codiv-19”

Imprimir    A-    A    A+

19/03/2020

Comerciários no combate à Codiv-19

Trabalhadores que lidam com o público estão mais expostos à contaminação do Coronavírus, como ocorre com os comerciários, cuja função é interpessoal. Assim como pode contrair, o comerciário pode passar a Codiv-19. A situação, portanto, tem exigido uma atenção ainda maior dos 71 sindicatos filiados à Federação junto aos sindicatos patronais e às empresas para que se façam valer regras preventivas à pandemia e, também,aàs cláusulas de possíveis acordos que venham a ser assinados para proteger a saúde da categoria sujeita a esta situação.

Adequações

Aos trabalhadores do comércio em geral e aos práticos de farmácia, a Federação e seus filiados estão divulgando nas redes sociais e na imprensa orientações que reforçam a luta contra a contaminação. E, respeitando as regras de manter a distância dos interlocutores, nossos dirigentes conversam com os trabalhadores nos locais de trabalho. Adequações administrativas em nossas sedes, subsedes, clubes de campo e afins foram tomadas. Os Centros de Lazer da Fecomerciários em Praia Grande e Avaré, por exemplo, suspenderam as suas atividades. A manutenção dos empregos diante da pandemia tem sido discutida pelas 12 regionais da Federação que integra os seus 71 sindicatos filiados.

12 orientações

São atitudes que conscientizam os comerciários sobre os riscos a que estão expostos e também os próprios consumidores. Por isso, de modo unitário, as mensagens que estão sendo divulgadas em todo Estado chamam a atenção para:

1) Evitar aglomerações nas lojas.

2) Deixar o ambiente ventilado.

3) Manter a distância mínima de um metro entre as pessoas.

4) Usar álcool gel 70% e, se necessário, máscaras, ainda mais os práticos de farmácia.

5) Lavar as mãos frequentemente e de forma correta.

6) Que as compras sejam feitas por apenas uma pessoa.

7) Não levar crianças, idosos e grupo de risco às compras.

8) Se possível, solicitar o pagamento da compra em cartão. A possibilidade de o (a) caixa se contaminar com dinheiro é maior. Se necessário manusear dinheiro, higienizar as mãos.

9) No local de trabalho, não compartilhar copos, xícaras, pratos, talheres, toalhas e afins.

10) Os banheiros devem ser desinfetados com água sanitária.

11) Limpar e desinfetar diariamente superfícies de contato.

12) Ao voltar para a casa, não tocar em nada, antes de se higienizar.

 

Luiz Carlos Motta

Presidente