Imprimir    A-    A    A+

O presidente Michel Temer tentou com muitos cafés da manhã, almoços, jantares e distribuição de emendas orçamentárias a parlamentares, convencer os deputados federais a votar a PEC. 287/16, que trata do embarreiramento para não alcançar o benefício da aposentadoria para trabalhadores da iniciativa privada e para servidores públicos.

Hoje (dia 14/12) na sessão da Câmara dos Deputados, seu presidente, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), numa tentativa de sinalizar ao mercado financeiro de que a reforma previdenciária será votada, concedeu a palavra ao relator da matéria, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), que discursando em tempo de liderança, defendeu a emenda aglutinativa à PEC, sem contudo divulgar seu inteiro teor, portanto, sem valer nada em termos regimentais.

Portanto, o governo e sua base trabalham no mundo do faz de conta!

Resumo da Opera – Segundo anunciado pelo presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia, a PEC.287/16 (Reforma da Previdência), será deliberada em fevereiro de 2017, iniciando a discussão a partir do dia 5 e votação no dia 19 de fevereiro, semana após o feriado do Carnaval.



Notícias